Notícias

17/04/2018

Mito ou verdade em utilizar o pré-moldado na sua obra

Matérias
Mito ou verdade em utilizar o pré-moldado na sua obra

Ao construir, uma das preocupações dos consumidores é obter um resultado de qualidade na aquisição dos produtos. Na utilização de pré-moldado surgem questionamentos quanto a possível aparição de fissura na obra. 

 

As fissuras são patologias encontradas em obras. A Patologia pode ser entendida como a parte da engenharia que estuda os sintomas, os mecanismos, as causas e as origens dos defeitos das construções civis, ou seja, é o estudo das partes que compõem o diagnóstico do problema.

 

Em pré-fabricados as patologias não são em maior número do que em outras estruturas de concreto.

 

A escolha e a utilização inadequada de materiais, erro de dosagem, montagem inadequada de formas e utilização de elementos prejudiciais para a desmoldagem de peças, aplicação do concreto sem critérios ou cuidados, cura ineficiente e transporte precário são algumas das causas que dão início as patologias na estrutura, ou seja, todos estes fatores devem ser observados antes da execução das estruturas pré-fabricadas, com o único objetivo de manter as condições mínimas de produção desses elementos fabricados. Por esse motivo é muito importante o acompanhamento profissional na construção.

 

A patologia leva a um acréscimo de custos na produção, pois quando se constata a sua existência, é uma prática comum a correção das mesmas, até mesmo para aumentar a durabilidade e a qualidade do produto. Com isso, há gastos com materiais e mão de obra para o procedimento de reparo, o que encarece o custo final da peça produzida.

 

Muitos mitos são criados na utilização do pré-moldado nas obras, mas muita coisa precisa ser avaliada pelo consumidor, por isso, a importância de procurar orientação de um profissional.

De acordo com a engenheira civil da Lajes Patagonia, Talita Klaus, as estruturas pré-fabricadas não possuem nenhuma restrição e podem ser personalizados e ficam esteticamente bonitos.